Tempo de leitura: < 1 minuto

A Guerra na Europa obrigou quase cinco milhões de ucranianos a fugir do seu país e alguns escolheram Portugal para viver. Trazemos-te algumas ideias para ajudares estas famílias, que estão num país diferente e precisam de apoio. 

Ensinar português a uma família de refugiados

A língua é uma grande limitação para a integração destas famílias em Portugal, por isso, podes dedicar uma parte do teu tempo para dar aulas com alguns conceitos básicos e úteis em português. O Observatório de Língua Portuguesa, a Cruz Vermelha e o Banco de Voluntários da Trofa são algumas das organizações que procuram voluntários para ensinar a língua. 

Doações monetárias

O dinheiro também faz diferença aos ucranianos que estão ainda na Ucrânia ou aos que já escolheram os países onde vão reconstruir as suas vidas. De forma a facilitar o processo e serem feitos os melhores investimentos, podes enviar dinheiro pela PAR, Cruz Vermelha, ou outra organização que esteja a trabalhar neste problema humanitário.

Doar casa, quartos, roupa ou até brinquedos

Os ucranianos fugiram apenas com uma mochila às costas, há coisas que não têm e são essenciais para o seu crescimento e segurança. Podes doar roupa e brinquedos, apenas tens de descobrir quais as famílias e organizações existem na tua zona de residência.  Se tiveres essa possibilidade, também podes disponibilizar um quarto ou um apartamento a uma família

Apoio informal

Outra forma de ajudares a integração dos refugiados à nossa cultura, costumes e língua é passares algum tempo com eles, seja a dares a conhecer a cidade, ajudares com burocracia ou apresentares novas pessoas. Para isso, procura junta da tua Câmara Municipal a forma mais fácil de contactares as famílias que vivem perto de ti, e que estão dispostas a este apoio informal. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.