Tempo de leitura: 4 minutos

Volto com sítios giros, desta vez para passear ou visitar em Viseu. As sugestões de Deolinda Duarte. 

A Sé de Viseu, o funicular ou até mesmo o Jardim das Mães. Estas são só algumas das melhores sugestões de locais para visitar ou passear em Viseu. O funicular de Viseu, por exemplo, é uma das minhas sugestões porque é característico da cidade. Faz um percurso muito curto, mas é a solução perfeita para quem quer evitar a subida do Fórum à Sé (ou vice-versa). Além disso, a viagem é bonita.

Mas esta é só uma das sugestões. Temos mais.

Sé de Viseu

Começo pela que nos dá vontade de lá entrar assim que nos aproximamos e vale a pena. 

Vale a pena porque é um monumento carregado de história e dos mais bonitos, arquitetonicamente, que eu já visitei. O horário de visita à Sé é de segunda a sexta das 8h ao 12h e das 14h às 19h. 

Aos sábados e domingos o horário de abertura é às 9h. 

DR.

Museu Grão Vasco

Mesmo ao lado da Sé temos o Museu Grão Vasco. O museu  Grão Vasco é um museu secular e tem várias artes de diferente tipologia e cronologia. 

Uma boa visita para quem é apreciador de arte ou até mesmo para quem não percebe nada de arte e quer um programa diferente. 

O museu está aberto de terça-feira a domingo e é possível visitar entre as 10h e às 18h, fechando das 13h-14h para almoço. 

Até às 13h a entrada é gratuita aos domingos e feriados para todos os residentes em território nacional. Fora desse horário, o bilhete tem o valor de 4€ e crianças até aos 12 anos não pagam.

DR.

Funicular de Viseu

Muitos são os que o confundem com um elétrico, outros até o chamam de comboio, mas o seu nome é Funicular. 

O funicular de Viseu faz um percurso muito curto mas é ótimo para quem quer evitar a subida do Fórum à Sé e vice-versa. Falo em subida porque a descer todos os santos ajudam, não é verdade? Agora subir..  boa sorte. 

Não é uma subida que mata – já a subi muitas vezes e continuo aqui vivinha para contar a história —, mas é daquelas que cansa. Este é um serviço totalmente gratuito e pode ser usufruído por todos. Infelizmente, e por causa da pandemia, está encerrado temporariamente mas fica a dica para quando voltar ao ativo.

DR.

Rossio

No coração da cidade e no sítio onde se centra o movimento da cidade, temos o Rossio

Um sítio com um belo jardim e com o edifício da Câmara Municipal que remonta ao século XIX. 

De costas para o edifício temos um painel de azulejos azuis que retratam a vida quotidiana da região. Quem é estudante de Viseu e participa na praxe, de certeza que saberá do que estou a falar (curiosidade interessante: sabiam que o traje académico de Viseu foi inspirado nas vestes do poço viseense?). 

DR.

Jardim das Mães e Museu Almeida Moreira

Ali temos de seguida o Jardim das Mães, mesmo em frente ao Museu Almeida Moreira

A antiga habitação de Francisco Almeida Moreira, um viseense de destaque, fundador e primeiro diretor do Museu Grão Vasco. Esta visita pode ser feita de forma gratuita.

DR.

Porta do Soar e Porta dos Cavaleiros

Importa visitar também a Porta do Soar, uma das duas portas que resta da muralha medieval, mandada erigir por D. João I é concluída no tempo de D. Afonso V. 

E se visitamos uma visitamos a outra também – a Porta dos Cavaleiros.

DR.

Cava de Viriato

Como de história vive o homem, convido-vos a visitar o maior monumento da cidade: a Cava de Viriato. 

Este monumento é único a nível nacional, é constituído por um conjunto de taludes em terra  e fossos exteriores que cobrem uma grande área. 

DR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.