Tempo de leitura: < 1 minuto

Existem dois tipos de bolsas disponíveis para o Ensino Superior disponíveis: as de Ação Social e as de Mérito, quer da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), quer de entidades privadas que premeiam os alunos com melhores médias ao longo dos seus percursos académicos.

As bolsas da DGES têm como principal objetivo apoiar estudantes com maiores dificuldades financeiras, apoiando o pagamento das propinas, assim como do alojamento fora das suas residências, se necessário.

No ano letivo, 2020/21, a bolsa mínima foi de 871€ e foi aumentado o número de alunos elegíveis para requerer a bolsa (agregados familiares com um rendimento per capita inferior a 8.962€). O apoio para o alojamento varia conforme os concelhos dos estudantes, existindo diferentes escalões.

Habitualmente, as universidades têm um Gabinete de Apoio ao Aluno, com responsáveis para te auxiliar na candidatura online à bolsa.

Por outro lado, as bolsas por mérito também são atribuídas a alunos do ensino privado e público, mas com um limite máximo definido todos os anos. 

Também podes encontrar entidades privadas, que beneficiam os alunos com melhores notas, como a Fundação “la Caixa”, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Eugénio de Almeida. Aconselhamos-te a informares-te diretamente com a tua universidade, pois existem prémios que são oferecidos a nível local ou regional. 

Em alguns casos as faculdades também oferecem bolsas, de acordo com uma média pré-definida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.