Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bolsa Amélia Rey Colaço apoia a produção de espetáculos de jovens artistas e companhias emergentes. Um dos critérios é não ter assinado mais do que cinco encenações ou criações teatrais. As candidaturas devem ser feitas até dia 14 de maio e o prémio é de 22 mil euros.

O objetivo da bolsa é apoiar a produção de novos projetos de jovens artistas e companhias emergentes, trabalhando para a renovação da criação teatral portuguesa. Além de dar a oportunidade dos jovens em trabalhar com diferentes meios de produção. O valor do prémio vai servir para apoiar a produção do trabalho apresentado.

O Teatro Nacional D. Maria II, A Oficina, O Espaço do Tempo e o Teatro Viriato estão associados a esta bolsa, assim, os vencedores terão oportunidade de apresentar o espetáculo nas quatro salas. Além disso, o projeto vencedor terá acesso a cinco residências artísticas.

A ficha de inscrição, a submeter até dia 14 de maio, conta com a apresentação do projeto, orçamento de criação e produção do projeto e a previsão dos meios técnicos necessários. Os candidatos selecionados vão ser contactados até dia 15 para entrevistas online no dia 18 de junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.