Tempo de leitura: 2 minutos

O conceito de brunch tem-se tornado um fenómeno nos últimos tempos. Este conceito surgiu em Inglaterra já há vários séculos, mas os portugueses adotaram-no recentemente – e já não querem outra coisa. Para os que ainda não estão familiarizados com este conceito, na prática, o brunch serve para aqueles dias em que acordamos tarde e ficamos sem saber se havemos de tomar o pequeno-almoço ou se, simplesmente, almoçamos logo. 

Em Lisboa, são vários os restaurantes ou cafés que têm um menu de brunch – e a tendência é cada vez maior. No entanto, há uns que se destacam. Em primeiro lugar está o brunch do Amélia, que considero o “melhor dos melhores”. 

Situado em Campo de Ourique, este espaço vai conquistar pela sua beleza, simpatia dos empregados e, principalmente, pelas panquecas. Estas panquecas não são em nada parecidas com as tradicionais, que vêm sobrepostas, pois apresentam-se num formato gigante, com todos os toppings e sabores que desejarmos.

Já em segundo lugar, temos o Zenith, próximo da Avenida da Liberdade. É um restaurante com dois andares, bom ambiente e com a melhor tosta de abacate da zona. Esta tosta possui sementes, ovo escalfado e tudo a que temos direito. Além disso, há sempre coisas novas no menu, o que faz com que nunca se torne aborrecido.

Por último, mas não menos importante, temos o Hygge Kaffe, no Saldanha. No Hygge, podemos encontrar imensas opções vegetarianas e bolos caseiros feitos na hora. A melhor parte são mesmo os Cinnamon Rolls, uma oferta da casa a todos os clientes. O espaço é muito acolhedor e está apenas a alguns minutos a pé do El Corte Inglés, caso queiramos ir fazer compras depois do brunch.

Em qualquer um destes três restaurantes, é possível experimentar novos (e deliciosos) sabores e passar um bom bocado. Para os fãs do Instagram, há ainda a vantagem de tirar fotografias super instagramáveis

Desfrutem!

 

 

Etiquetas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.