Tempo de leitura: 2 minutos

A gigante cadeia de restauração tem apostado cada vez mais neste estilo de alimentação e os veggie fans da marca agradecem

 

Ser vegan e apreciador de fast food há muito que deixou de ser um conceito contraditório. O fast food é caracterizado pelo uso de proteína animal – muitas vezes em excesso –, mas as marcas têm procurado diversificar-se cada vez mais e chegar a todo o tipo de público. E quando o assunto é ‘opções vegetarianas’, o Burger King leva todas as taças.

Em Portugal, o Veggie Whopper, o Long Vegetal ou os Veggie Nuggets, já conquistaram o público. Mas lá fora as opções são muito mais variadas e até há restaurantes onde o menu é todo feito de criações à base de plantas.

O projeto piloto, e único na história do Burguer King, abriu pela primeira vez em junho de 2021. Na Alemanha, a marca abriu um restaurante onde não há carne e de onde os fãs saíam deliciados. Os pedidos para que abrissem mais restaurantes semelhantes foi crescendo e a iniciativa acabou por aterrar em Londres, Espanha e, mais recentemente, na Suíça. As cidades felizes comtempladas foram Basileia e Genebra, que têm agora lojas de fast food à base de plantas.

O menu não tem proteína animal e foi criado em conjunto com a The Vegetarian Butcher: marca que cria “carne” vegetal com sabor a carne animal. Entre as opções já existentes nos restaurantes portugueses, existem ainda outras criações que primam pela utilização de especiarias.

O Burger King tem feito parte das marcas que procuram reduzir o seu impacto ambiental. A iniciativa de criar lojas totalmente livres de carne e peixe estão pensadas para chegar a mais países e assim tornarem-se numa empresa mais consciente, já que um hambúrguer à base de plantas emite menos 90% de emissões de dióxido de carbono. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.