Tempo de leitura: 3 minutos

De certeza que já te aconteceu, durante o teu percurso no ensino secundário, algum familiar ou amigo mais velho dizer-te algo do género “quando chegares à faculdade é que vais ver”. 

Em muita coisa têm razão, mas em muitas outras dramatizaram um pouco a situação. É certo que cada pessoa tem uma experiência diferente, e que cada curso é um curso: há licenciaturas em que é um facto que entras mentalizado que vais ter de estudar mais do que colegas de outros cursos, mas até isto varia de faculdade para faculdade.

Apesar disso, e pela experiência que eu própria tive passando por duas licenciaturas muito diferentes uma da outra, tanto a nível de ensino, como de instituição, deixo uma lista de coisas que acho importantes que qualquer pré-estudante universitário saiba: 

  • Não deixes as coisas para a última. Não vale o stress e a ansiedade e não penses que é como no secundário que na véspera consegues estudar para os testes e que aparecem milagres. Na grande maioria das vezes isso corre muito mal.
  • Organiza com antecedência o teu semestre. Nem precisas de fazer noitadas. Precisas, sim, de organização. A aplicação “Notion” é uma forma prática e cativante aos olhos de te ires mantendo a par de avaliações e trabalhos pendentes, e até mesmo de fazeres listas de objetivos diários, por exemplo.
  • Participa na tradição académica se for do teu interesse, mas não te esqueças de ir pondo o estudo em dia. O que acontece a muitos caloirinhos (e eu não fui exceção no meu primeiro ano de faculdade) é que querem experimentar e viver tudo ao mesmo tempo logo no início por ser um novo choque de realidade, mas há tempo para tudo. Não percas o foco, lembra-te porque é que estás ali.
  • Escolhe muito bem os colegas para os trabalhos de grupo. Acredita que pessoas que têm os mesmos objetivos que tu tornam o trabalho muito mais simples de ser feito. Se possível, encontra um grupo com o qual trabalhes bem, e mantém-te com o mesmo.
  • Participa nas aulas. Isto é muito mais importante do que no secundário.
  • Esquece a relação amigável e muito próxima que muitas vezes se tem com os professores do secundário. Há cursos em que os professores nunca sequer chegam a saber o teu nome (mas lá está, como em tudo, dá para dar a volta a isto se te destacares).
  • Envolve-te em projetos fora do curso. Trabalhar para o teu currículo é das coisas mais importantes que deves fazer durante o teu percurso académico.
  • Atividade física é uma das melhores formas de libertar o stress durante os períodos de avaliações. Seja correr, ir ao ginásio, ou fazer algum desporto que gostes, investe nisso. 
  • Tenta manter um registo dos gastos que tens para ires controlando o teu dinheiro. Viver com os pais é totalmente diferente de viver sozinho, e vês que o dinheiro rapidamente desaparece sem dares por ele.
  • Tenta conhecer alunos de outros anos. Isto é fundamental tanto para teres ajuda, porque ninguém faz o curso sozinho, como para teres apoio de alguém que já esteve na tua pele e que muito mais facilmente pode entender as tuas dificuldades e preocupações no que toca ao curso.
  • O caminho mais desafiante e que te mete mais medo é, regra geral, sempre aquele que deves seguir, e é sempre aquele que te vai conduzir a um maior sucesso.
  • Está tudo bem se errares na escolha do curso. É um facto que as pessoas que gostam verdadeiramente de um curso e conseguem entrar à primeira nele são muito sortudas, mas isto não acontece com todos. Tenta conhecer-te bem, sem ligar a opiniões alheias, e foca-te naquilo que achas que te vai fazer feliz a longo prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.