Tempo de leitura: 2 minutos

Sair de casa para viver sozinho, ou com estranhos, pode ser uma experiência aterradora. Mas é essa a realidade de muitos universitários em Portugal. Mariana Fonseca, estudante, dá algumas dicas para que tudo seja mais fácil.

A massa vai ser uma das tuas refeições mais consumidas enquanto universitário com prazos apertados para entrega de trabalhos. Esta é uma das possíveis realidades que te espera quando decides sair de casa aos 17 anos para ir morar para outro local devido à entrada no ensino superior. E embora seja verdade que, ao início, tudo pode parecer aterrador e difícil de executar, é uma sensação de estranheza que, com as dicas certas e o apoio no teu círculo próximo de amigos e família, se consegue ultrapassar.

A pensar nisso, trago-te algumas dicas essenciais que devem fazer parte da tua rotina enquanto universitário quase independentemente. Não são, claro, uma solução milagrosa para todos os problemas, mas sim conselhos básicos que podem facilitar-te a vida e tornar tudo mais simples e leve.

Estas são as minhas cinco dicas para quem sai de casa aos 17 anos e se vê a viver fora da sua zona de conforto. 

  • Não tenhas receio de admitir que tens medo do futuro e de morares com pessoas que não conheces. Ao longo dos anos de faculdade, é muito provável que acabes por mudar de casa, pelo menos uma vez. Por isso, tira o máximo proveito das tuas experiências;
  • Já ouviste a expressão “massa com tudo”? É, basicamente, o prato mais famoso de um estudante universitário. É a solução para os dias em que temos imensos deadlines de trabalhos para cumprir ou para uma pausa rápida no estudo;
  • A tua maturidade está a “evoluir” depressa demais? Não tenhas receio. Vai ser bom para teres uma melhor noção do futuro, quando tiveres a tua vida orientada. Acredita que vais começar a ficar chateado quando os teus colegas de casa não lavarem a louça ou não limparem o pó da sala;
  • Os teus vizinhos chateiam-se com o barulho que fazes? Tenta ser simpático e sempre compreensivo. Não te esqueças de que vives em comunidade e que é importante criares boas relações com a pessoas que te rodeiam;

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.