Tempo de leitura: < 1 minuto

A equipa portuguesa conta com estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e do Politécnico de Leiria. O concurso “ITU Machine Learning in 5G Challenge” é  sobre inteligência artificial, o prémio foi de quase seis mil euros. 

O concurso desafiou mais de 1.500 participantes a resolverem problemas do mundo real referentes a redes de comunicação com base em soluções de código aberto e tecnologias padronizadas desenvolvidas para Inteligência Artificial em rede 5G. 

Os quatro estudantes, Daniel Granhão, Guilherme Carvalho, Tiago Gonçalves e José Rosa, desenvolveram uma rede neuronal para classificação de modulações de telecomunicações, que pode ser utilizada em problemas de utilização eficiente do espectro eletromagnético/5G. Ou seja, o objetivo é implementar algoritmos de Inteligência artificial em equipamentos com recursos limitados nas redes 5G. 

O projeto chama-se “BacalhauNET”. Os jovens referem que trabalharem com elementos de diferentes universidades foi essencial, “permitindo a partilha de experiência, métodos, boas práticas e conhecimentos”. 

Os critérios do júri passaram pela originalidade, qualidade do projeto, performance e aplicabilidade da solução. O concurso foi organizado pela International Telecommunication Union, uma agência da ONU, focada em tecnologias de informação e comunicação. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.