Tempo de leitura: < 1 minuto

“The Gray Man” conta com nomes de peso da sétima arte e estará disponível a 22 de julho na gigante plataforma de Streaming

 

 Dos mesmo realizadores de “Avengers: End Game”, “The Gray Man” é já a obra mais cara de sempre da Netflix. Enquanto a realização ficou a cargo dos irmãos Joe e Anthony Russo, a argumentação contou com alguns nomes do universo Marvel.

Não faltarão carros a alta velocidade, tiros ou grandes explosões. “The Gray Man” promete deixar o público de boca aberta com este filme de ação e espionagem. Ryan Gosling e Chris Evans ocupam os papéis principais, mas a obra conta ainda com Ana de Armas, Wagner Moura e muitos outros.

Com 200 milhões de dólares – aproximadamente 168 milhões de dólares – esta é a obra mais cara de sempre da gigante plataforma de streaming. O título, anteriormente, pertencia a “The Irishman”, dirigido por Martin Scorsese, que teve um budget de 175 milhões de dólares.

O enredo acompanha um antigo agente da CIA interpretado por Ryan Gosling, que agora foge da instituição e é perseguido por nada mais nada menos do que Chris Evans.

“The Gray Man” é baseado no livro do mesmo nome, publicado em 2009 e escrito por Mark Greaney. Bem ao estilo 007, está há 10 anos a ser desenvolvido para o ecrã. Está tudo alinhado para que este seja ‘O’ filme deste verão. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.