Tempo de leitura: < 1 minuto

Para além do percurso tradicional de seguir um curso cientifico-humanístico no ensino secundário e integrar uma licenciatura, existem outras opções disponíveis. 

Criados há poucos anos, os cursos técnicos superiores profissionais (CTeSP) são cursos que existem apenas nos institutos politécnicos e requerem que os candidatos tenham concluído o ensino secundário no momento da candidatura. 

O objetivo? Substituir os Cursos de Especialização Tecnológica. Existem dois ciclos disponíveis nos CTeSP: licenciaturas e mestrados. Para completar estes cursos, é necessário completar os 120 créditos, divididos entre quatro semestre, ou seja, dois anos letivos. 

Podem candidatar-se aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais os alunos que tenham completado um curso de Ensino Secundário ou uma habilitação equivalente, ou titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional. 

Sendo que, cada instituição de ensino superior define as condições necessárias para a candidatura a estes cursos. 

Apesar das candidaturas estarem abertas a qualquer estudante, existe um regime especial para os alunos que frequentaram o ensino profissional, que consiste na prioridade de ocupação de até 50% das vagas. 

Para além dos casos já descritos, são ainda elegíveis maiores de 23 anos, que realizem as provas necessárias para a candidatura em questão.

Depois de terminar este curso, os estudantes têm também acesso a um concurso especial que dá prioridade na mudança do CTeSP para uma licenciatura, por exemplo. 

Cada instituição de ensino estabelece as condições necessárias para a candidatura aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais, e estabelece também os seus prazos e outras condições, como o número de vagas. 

Atualmente, existem cerca de 747 CTeSP, divididos por 125 instituições de ensino politécnico. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.