Tempo de leitura: 3 minutos

Ser universitário e poupar são duas realidades que raramente se encontram. Mas com algum esforço, é possível encontrar um equilíbrio. Damos-te algumas dicas.

Poucos são aqueles que podem dizer que são estudantes universitários e que não vivem com um orçamento mais apertado do que umas skinny jeans. A vida universitária tem os seus custos – e não falamos das propinas. São os jantares de amigos a que não queres faltar, as cervejas depois das aulas que sabem sempre bem, ou as viagens de Uber quando não te apetece andar a pé. Enfim, uma lista infindável. 

Para te ajudar, preprarámos uma lista de dicas que não vão fazer o milagre da multiplicação, mas podem ajudar a não teres de ligar aos pais a meio do mês a pedir mais dinheiro.

Estabelecer limites (e cumpri-los, de preferência)

Fazer um orçamento é, mais ou menos, como entrar em dieta: se não cumpres, só te enganas a ti próprio. Por isso, se o teu objetivo é poupar, o orçamento tem de ser levado a sério e tem de ser planeado com consciência. 

É importante ter em conta aquilo que podes e não podes gastar, mas mais importante ainda, ter em conta os gastos que podes e aqueles que não podes mesmo evitar.

Assim, tens de começar por perceber quais são os teus gastos fixos e, depois disso, perceberes quanto é que te sobra para gastar naqueles pequenos luxos (seja ir comer fora ou comprar uma roupinha nova).

Compras em segunda mão

O mercado de compras em segunda mão está a crescer cada vez mais em Portugal. Seja porque precisas mesmo de comprar um livro para uma disciplina, ou só porque precisas de um casaco “novo” para o inverno, fazer compras em segunda mão é uma opção sustentável a todos os níveis. E tem virado moda.

Claro que é muito mais simples ires a correr à Zara comprar um vestido para o jantar. Mas se falamos em poupar, esta é a opção menos inteligente. As lojas em segunda mão, além de mais económicas, dispõe de peças vintage, que se têm tornado moda.

A verdade é que é possível encontrar produtos praticamente novos, a menos de metade do preço original. Ao mesmo tempo que salvas o teu orçamento mensal, ajudas a salvar o ambiente – poupança dupla. 

Poupar em andamento

As deslocações além de nos roubarem tempo, levam, muitas vezes, uma parte significativa do orçamento. 

Usar os transportes públicos é uma opção a ter em conta já que, comparado com o uso de carro próprio, poupas não só dinheiro, como também o meio ambiente. 

Partilhar boleias pode ser uma boa opção caso conheças alguém que vá para a mesma zona do que tu.

Por outro lado, se até vives perto da faculdade, a melhor opção é ires a pé, poupas na mensalidade do ginásio porque fazes exercício gratuito e guardas o dinheiro que ias gastar na viagem para ir almoçar fora com amigos. 

Adeus, solidão! Olá, poupança!

Claro que viver sozinho pode ser mais confortável (especialmente se fores uma pessoa mais tímida e reservada), mas, se és estudante deslocado, partilhar casa é benéfico a vários níveis.

Além de ser muito mais divertido por teres companhia (especialmente quando estiveres doente ou triste), as despesas passam a ser divididas e, por isso mesmo, vais conseguir diminuir as tuas despesas fixas e ficar com mais algum dinheiro de sobra. 

Alimentação

É certo e sabido que a alimentação é uma das despesas que leva uma grande parte do orçamento mensal. E não, a solução não é deixares de comer. É, sim, fazeres escolhas mais amigas do teu bolso.

Spoiler alert: não vais poder ir comer fora todos os dias se quiseres chegar ao fim do mês com o saldo positivo. Por isso, adota uma marmita e cozinha as tuas refeições, ou opta por almoçar na cantina. 

Outra sugestão para poupares é fazeres um plano de refeições semanal e elaborares uma lista de compras com aquilo de que precisas para essas refeições. Assim, evitas comprar produtos desnecessários quando fores ao supermercado.

A técnica para poupar e juntar algum dinheiro não está em fazer mudanças trágicas na rotina. Basta seguires estas dicas e, acima de tudo, não ser impulsivo nas compras. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.