Tempo de leitura: 2 minutos

Conhece as três dicas essenciais para um dia de compras mais amigo do ambiente

É difícil resistir às tradições de verão. O calor é sinónimo de banhos de sol à beira-mar e o peso constante de um gelado na mão. E agora que o verão acabou, há outra tradição que não passará despercebida à maioria de nós: a época de saldos. 

Durante esta altura, torna-se quase impossível passar por uma qualquer montra sem vislumbrar através do vidro o anúncio: “Promoção!”, “Descontos!”, “Saldos!”.

É um cenário bastante familiar, não? As baixas de preço são progressivas e contínuas, até chegar um ponto em que tudo parece tão acessível, tão fácil de comprar que se torna um desafio não perder a cabeça, encher os braços de peças coloridas e correr para a caixa mais próxima. Mas, nem tudo é um mar de rosas.

Para alguns de nós, estas excursões ao shopping tornam apenas mais aparente o facto de que, apesar de termos mais roupa do que precisamos (e, muitas vezes, do que usamos), continuamos a comprar. 

É um impulso que perpetua o desperdício, e pouco de bom traz para a nossa carteira (e para o ambiente). Visando controlá-lo, aqui seguem algumas dicas a considerar:

(1) Definir Limites: A Lista.

É um truque que me tem ajudado a reduzir o consumo desnecessário e pensei partilhá-lo convosco. Manter uma lista atualizada, contendo apenas os artigos que nos fazem verdadeiramente falta, poderá ajudar a ter um ponto de referência para combater as compras por impulso.

É também boa política evitar comprar algo imediatamente após o adicionar à lista – deixar passar algum tempo permite-nos repensar a escolha e ter a certeza de que será uma compra consciente.

(2) Comprar em 2ª Mão: A Alternativa Vintage.

O fenómeno vintage tem vindo a tornar-se cada vez mais proeminente – e será impossível falar de sustentabilidade sem o abordar. Em Lisboa, estabelecimentos como a Humana e A Outra Face da Lua são paragens imperativas para todos aqueles dispostos a participar numa busca pela peça perfeita.

Lá dentro, encontrarás uma digna alternativa à fast fashion, juntamente com uma miríade de peças únicas, com que não te depararias sob outras circunstâncias, para criares o outfit perfeito!

(3) Doar: Adeus ao Excesso.

Ao abrir o teu roupeiro e fazendo um inventário das peças lá arrumadas, o que vês? Será que tens uma coleção de artigos em bom estado, mas que não te consegues imaginar a vestir de novo? Se a resposta for sim, há uma solução a considerar.

Ao doar estes produtos terás a oportunidade de contribuir para um ciclo de reutilização e deixar o teu armário mais leve, ao dar a alguém a oportunidade de desfrutar e beneficiar de peças que já nada te dizem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.