Tempo de leitura: < 1 minuto

Entre março e abril, Rui Veloso vai percorrer o País a cantar e a tocar. O primeiro espetáculo será a 5 de março, na Figueira da Foz. A digressão termina a 8 e 9 de abril no Tivoli, em Lisboa. Rui Veloso não vai tocar a solo, nem com a sua banda habitual. Desta vez, é acompanhado pelos guitarristas Alexandre Mania e Eduardo Espinho.

Depois de noites esgotadas no Campo Pequeno e no Super Bock Arena, Rui Veloso decidiu trazer um novo formato para o público. Nestes concertos intimistas passa por vários dos seus êxitos e músicas dos primeiros álbuns.

Os concertos decorrem num formato mais pessoal, com momentos de conversa e de improvisos. O trio tem uma grande cumplicidade em palco, pois Alexandre Manaia já toca há vários anos com Rui Veloso. Eduardo Espinho tocou em alguns momentos em banda e dueto com o artista.  

O grande reportório de Rui Veloso está presente em diferentes gerações. Os pais sabem sempre todas as músicas do artista do Porto, há sempre um tio que tem o CD a tocar no carro, e tu tens o fim de noite com a “Anel de Rubi”. Aproveita para ouvir uma das grandes figuras da música portuguesa ao vivo.

Entre 5 e 19 de março, o artista passa pela Figueira da Foz, Oliveira do Bairro, Lagoa, Castelo Branco e Montemor-o-Novo. Para terminar a digressão, o trio atua em Lisboa, no Teatro Tivoli, a 8 de abril e data extra a 9. Os bilhetes variam entre 18€ a 40€.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.