Tempo de leitura: 2 minutos

Os recrutamentos são muito pormenorizados já que, geralmente, pedem  o envio de CV, carta de apresentação, de motivação, dinâmicas de grupo e as entrevistas com diferentes responsáveis das empresas. Em todas as cartas, desde o primeiro parágrafo, lembra-te de que tens de vender a tua marca pessoal e mostrar o porquê de seres uma mais-valia para a vaga. Deves sempre tentar tornar a comunicação a mais pessoal e adaptada a cada empresa

O principal objetivo da carta de motivação é mostrares ao recrutador que te identificas com a filosofia da empresa, métodos de trabalho e que tens o perfil ideal para a oferta de emprego. A tua carta não deve ultrapassar uma página, e deves começar logo pela parte mais importante (como se fosse uma pirâmide de importância).

Primeiro momento

Não gastes tempo, nem espaço com um grande texto de apresentação. Logo no primeiro parágrafo, sê direto e refere apenas o teu nome. Também não repitas informação que já consta no currículo. Por isso, neste primeiro momento aproveita para mencionar o porquê de a tua integração poder fazer diferença na equipa. Ao mesmo tempo, que explicas os teus pontos fortes deves interliga-los com momentos específicos da tua experiência pessoal e profissional.

Segundo momento

Depois de já teres mostrado um pouco da tua personalidade e capacidades, tens de explicar como surgiu o contacto com a empresa. Mas pensa sempre que este discurso deve ser semelhante ao de uma história. Deves contar ao recrutador a tua relação com a área da empresa. Por isso, se uma entidade que trabalha na área da educação, explicas porque é que acreditas que o seu papel é importante na sociedade.

Terceiro momento

Agora deves mostrar valores e ideias que estejam alinhadas entre ti e a empresa. Como por exemplo, ideias ambientais ou sociais que a empresa defenda. Atenção, para este ponto tem em atenção em estudar os valores e missão da empresa. Isto é, colocar apenas ideias que estão explicitamente associadas à empresa. No fim, reforça o porquê de seres uma mais-valia na empresa.

Outros detalhes

Em todos os momentos do recrutamento tem em atenção aos erros ortográficos. Esforça-te por enviar mails o mais personalizados possíveis e não o habitual “copy, paste” do texto comum. Pesquisares a formação dos recrutadores também pode ajudar a criar maior empatia durante  a entrevista. Caso não fiques com a vaga pede sempre feedback para conseguires melhorar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.